AUTOMAÇÃO: OS 3 PASSOS INICIAIS QUE TODO MUNDO PRECISA SABER

Você já percebeu que a automação está no centro das conversas sobre tecnologia? O tema está cada vez mais em alta. Seja em eventos internacionais ou em relatórios prestigiados, os profissionais da área estão se conscientizando cada vez mais sobre a importância de automatizar e dar inteligência a processos para se ter mais segurança e eficiência na tomada de decisões.

Acontece que muitas vezes não é muito fácil entender os primeiros passos na caminhada rumo a um projeto de sucesso na área de automação. As dúvidas são muitas. Mas a gente garante: o importante é começar. Até porque um projeto de automação nunca tem fim.

Como assim? Quer dizer que você vai ficar refazendo aquele mesmo projeto para sempre? Sim e não. A automação dentro da tecnologia é como um sinal vital, e como qualquer sinal vital, precisa de suporte para ser mantido. Depois de começar, a manutenção do trabalho é essencial para o sucesso. 

A automação é um processo contínuo

Automação é o ato de automatizar um processo e dar inteligência ao sistema para que tome decisões sozinho a partir daquele evento. Isso pode caracterizar desde um projeto simples até os mais complexos. 

Para ficar mais claro: a automação funciona a partir de um processo automatizado, mas com alguma inteligência na tomada de decisão dele. Pode ser, por exemplo, extrair uma lista de nomes do cadastro de clientes diariamente e colocar em um repositório. Isso é automático. Enxergar e destacar clientes com nomes ou idades específicos é automação desse processo. 

Ok. Mas vamos dizer que você queira inserir automação nos seus processos agora. Quais são os primeiros passos que todo mundo deve saber na hora de começar?

PASSO 1: MAPEIE OS PROCESSOS. 

Primeiro de tudo: para qualquer automação, você precisa ter um fluxo muito claro. Parece simples, mas a melhor coisa a se fazer é documentar todas as etapas do seu trabalho. Isso pode ser feito de várias formas, mas o ideal é ter a maioria dos detalhes descritos. Anote bem: a maioria. A gente sabe que é impossível documentar todas as etapas de qualquer processo. 

Por isso, você também pode começar pequeno. E isso também precisa de registros. Defina onde o primeiro projeto começa e até onde ele vai. Essa é parte da nossa segunda dica. 

PASSO 2: DEFINA PADRÕES E CRONOGRAMAS

Tudo aquilo que é repetitivo é mais fácil de ser automatizado. E tudo o que for automatizado vai ser o primeiro passo para a automação. Depois de mapear os processos, vai ser fácil entender tudo aquilo que se repete. Muito ou pouco, não importa. 

Padrões. Essa parte é muito importe. 

Identifique os padrões no trabalho e defina cronogramas para a implementação das etapas. A automação é um ciclo. Você eventualmente vai precisar voltar nas primeiras etapas para fazer correções e adicionar inteligência, isso faz parte do treinamento do seus sistema.

Por isso é importante ter os padrões e os processos bem mapeados. E monitorados. O que nos leva ao terceiro passo.

PASSO 3: MONITORE

Qualquer projeto de automação precisa ser monitorado. Um erro muito comum é o de acreditar que adicionar automação a um processo é um ato pontual, quando na verdade é um trabalho contínuo de monitoramento e melhorias.

A automação vai tomar decisões e trazer resultados para você. É importante que essa tomada de ação seja monitorada para uma constante melhoria do funcionamento do seu sistema.

Inclusive, uma boa estratégia é definir desde o começo como vai ser feito o monitoramento dos seus processos. O risco de erros será muito menor. E mesmo que os erros aconteçam, eles estarão documentados e visíveis, o que vai facilitar muito para ensinar o sistema e ter um processo de automação mais refinado. 

Lembra da lista de nomes? No começo, o processo de automação pode trazer nomes trocados, ou acabar selecionando homônimos que você não pediu. Monitorando esses resultados, você será capaz de ajustar seu projeto para resultados melhores. 

Por fim, sempre anote tudo. Não se pode melhorar algo que não é medido. 

E aí, gostou? Então vamos começar a automatizar os primeiros processos.

O CITSmart é uma solução para integração de sistemas perfeita para auxiliar na visualização e na automação operacional mesmo dos ambientes mais complexos. Seja com AIOps ou com outras estratégias de hiperautomação de negócios ou serviços. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis − quatro =