Em um ano, LGPD entra em vigor. Saiba quais são as principais exigências.

Daqui a, exatamente um ano, em agosto de 2020, a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) entrará em vigor e alterará significativamente a rotina das organizações. Diversas mudanças com relação à tratativa dos dados pessoais deverão ser incorporadas, visando garantir a proteção aos dados para pessoas e empresas e o correto uso das informações.

Tendo em vista que a contagem regressiva foi iniciada, todos devem se atentar para que a adequação às exigências possa ser realizada a tempo, já que, apenas o processo de levantamento pode demorar de três a seis meses, dependendo do tamanho da empresa. Tantos detalhes podem fazer com que o progresso para a implementação de ferramentas e conscientização das equipes, em tempo hábil, seja um pouco mais complexo. Vale levar em consideração que as penalidades aplicadas às organizações que não respeitarem às definições contidas na legislação podem ser extremamente altas.

Existem três fatores que devem ser analisados em relação à LGPD:

01 – Governança

A governança de dados envolve todos os processos internos e a correta classificação de conteúdo. Todas as informações geradas pela e para a empresa devem ser mapeadas. Será necessário identificar onde as informações se encontram e quem pode ter acesso a elas. Após este passo, é possível decidir o que fazer com os dados.

02 – Tecnológico

Recursos tecnológicos são fundamentais para o bom gerenciamento dos dados pessoais, porém, a correta identificação de uma ferramenta para que esse gerenciamento seja feito com eficácia nem sempre é um trabalho tão simples. Ao concluir o mapeamento dos dados, é a sustentação é necessária, para que possamos garantir que a empresa atenda às exigências da Lei. Recursos disponibilizados na nuvem também devem ser monitorados.

03 – Jurídico

A parte jurídica é fundamental para garantir que todos os contratos (contratos vigentes e novos contratos) estejam de acordo com relação à autorização de uso, manipulação, armazenamento e compartilhamento dos dados pessoais.

Diante deste novo cenário, muitas empresas terão que rever seus processos internos, para passar a atender às exigências e preceitos impostos na LGPD.

A Central IT tem uma equipe especializada que irá apresentar os aspectos e particularidades da Lei através, em um Workshop gratuito. Isto ajudará a sanar as dúvidas de sua empresa.

Entre em contato conosco e agende uma visita.

Autor: Rodrigo Di Giaimo Milan
Supervisor de Soluções e Especialista LGPD/GDPR

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 5 =